Como economizar com serviços de streaming

O consumidor ganha com a variedade de conteúdos à disposição mas também é prejudicado por ter de gastar com diversas plataformas
0

Segundo levantamento realizado pela empresa de Consultoria e Investigação de Mercado BB – Business Bureau, o país dispõe de 79 serviços de streaming – entre pagos e gratuitos – e 139 canais ao vivo. Juntos eles oferecem mais de 72 mil filmes e 12 mil séries.

A mesma pesquisa apontou que, no Brasil, a Netflix é 4,5 vezes maior que o Globoplay, plataforma da TV Globo que ocupa o segundo lugar no ranking de maior popularidade entre serviços de “TV paga”. A gigante dos vídeos online tem 18% de participação de mercado, enquanto a rival tem apenas 4%, no momento.

Netflix, Amazon Prime, HBO Go, Globoplay, Apple TV+ (em breve)… Com tanto conteúdo disputando a atenção do espectador, é comum que as pessoas assinem mais de um serviço por mês. E isso está inflando os gastos com serviços de streaming de vídeo.

Os serviços citados, no entanto, são os mais conhecidos disponíveis no Brasil. Mas segundo o levantamento feito pela Business Bureau, o país dispõe de mais de 75 serviços de streaming – entre pagos e gratuitos – e 139 canais ao vivo. Juntos eles oferecem mais de 72 mil filmes e 12 mil séries.

Especialistas apontam que, com o acúmulo dos serviços de streaming, no futuro próximo, serviços menores tendem a ser absorvidos por serviços que lideram o mercado. Por um lado, o consumidor ganha com a variedade de conteúdos à disposição mas também é prejudicado por ter de gastar com diversas plataformas, além da dificuldade cada vez maior de escolha do que assistir.

Aumento da pirataria de filmes e séries online

Ainda segundo o levantamento, 30% das famílias latino-americanas conectadas à internet que assistem filmes, séries ou eventos online fazem isso de maneira irregular. O Chile é o país mais afetado, com 38% das famílias/lares conectadas no país adotando plataformas ilegais para ver vídeo online.

Em geral, na pirataria de filmes, séries de TV e transmissões ao vivo irregulares, para assistir online (legal ou ilegalmente), o dispositivo mais usado é o PC (desktop ou laptop).

Dicas para reduzir os gastos com streaming

  • Observe seus hábitos e assine apenas o que for necessário;
  • Serviços de streaming devem ser incluídos no orçamento mensal destinado a lazer e não deve comprometer o orçamento mensal;
  • Há planos que dão direito a mais acessos ou dispositivos. Com isso, uma opção é dividir a conta em grupo de amigos ou familiares para reduzir o custo;
  • Como alternativa, há serviços gratuitos que oferecem clássicos do cinema nacional e/ou internacional, além de conteúdos de qualidade segmentados por cultura, idioma e estilo de vida;
  • Algumas operadoras de TV a cabo ou provedoras de internet oferecem pacotes já com alguns canais e serviços de streaming inclusos. Vale a pena pesquisar bastante antes de adquirir.

Com informações do Correio 24h

mm