Netflix registra queda de quase 30% no lucro do trimestre e perde assinantes nos EUA

Os números não estão bons: pela primeira vez em oito anos, a gigante do streaming teve redução na quantidade de assinantes nos Estados Unidos
0

A Netflix apresentou nesta semana os seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2019. Pela primeira vez em oito anos, a gigante do streaming teve redução na quantidade de assinantes nos Estados Unidos. No resto do mundo, o serviço de streaming ganhou 2,8 milhões de usuários, mas o resultado é pouco mais da metade do previsto anteriormente pela companhia.

A Netflix é pioneira no modelo de assinatura para serviço de streaming de vídeos mas enfrenta cada vez mais a entrada de competidores nesse mercado. AT&T, WarnerMedia, Walt Disney, CBS e Comcast se preparam para lançar seus serviços. A Apple também já anunciou o Apple TV+. Sem falar nas dezenas de plataformas menores que também tentam participar nesse mercado.

Os números da Netflix

Entre março e junho de 2019, a Netflix perdeu 126 mil assinantes nos Estados Unidos, contra um crescimento esperado de 300 mil. No mercado estrangeiro, a expectativa da plataforma era ganhar 4,7 milhões de assinantes, mas só atingiu 60% da meta. A Netflix terminou o período com 151,6 milhões de usuários pagantes em todo o mundo.

O faturamento da empresa ficou em US$ 4,92 bilhões no segundo trimestre de 2019, em linha com as expectativas do mercado e representando um crescimento de 26% em relação ao mesmo período do ano passado. Ainda assim, não foi suficiente para acalmar os ânimos: as ações da Netflix na bolsa de valores Nasdaq caíram 10,89% após o fechamento do mercado.

Crédito da imagem: Omar Marques/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Com informações de Variety, Tecnoblog e Valor Econômico

mm